O PERIGO DA EXORTAÇÃO EXCESSIVA

O PERIGO DA EXORTAÇÃO EXCESSIVA

Lembro-me de uma frase do apóstolo da fé assim chamado nos E.U.A, Rev. Kenneth E. Hagin ele dizia muitas vezes em seus sermões e livros: "não tire nada das pessoas como a fé, amor e esperança, mas coloque isso dentro delas pela palavra de Deus"



Isso deve ser desenvolvido dentro de nós.

Quando estamos diante de uma pessoa ou situação e enxergamos um grave erro devemos orientar e para isso é necessário em muitas vezes exortar, a palavra de Deus orienta a isso Jesus exortou muitas vezes seus discípulos e os chamou a atenção, mas ele não fez disso um costume ou uma maneira de livrar-se de seu descontentamento próprio.

Exortar é muito valido e necessário pois a própria palavra de Deus orienta a fazer isso.

Mas tudo tem que ter equilíbrio e isso também vale para a vida espiritual.

Vou dar alguns exemplos para você poder assimilar melhor o que quero que Deus fale a seu coração.

Se um pai ficar só apontando os erros de seus filhos e criticando-os eles crescerão sem autoestima e terão pouca esperança na vida, e esta se tornará amarga para eles.

Se um marido só reclamar de sua esposa e apontar erros e falhas em seu casamento estará afogando o amor em sentimentos negativos e poderá acontecer de sua esposa pensar que seu marido não a ama mais.

Se um empresário só criticar seus liderados fará com que eles percam a vontade de acordar segunda feira é ir para o trabalho, pois quem quer trabalhar em uma empresa que é só criticado e desmotivado.

Jesus foi o maior exemplo para nós, ele sabia cobrar e amar, não tinha vergonha de lavar os pés de seus discípulos e dizer que os amava, quando cobrava era para promover crescimento emocional e espiritual de seus seguidores.

Jesus exortou por exemplo Pedro a ter fé e disse "homem de pequena fé" mas quando ressuscitou disse para Maria Madalena "diga a Pedro e aos outros..."

Jesus era equilibrado nunca roubava a fé e o animo das pessoas ao seu redor e nem de seus ouvintes, ele colocava fé nelas e esperança, descrevia a beleza do céu como também a tortura do inferno.

Não roube a alegria das pessoas somente por critica-las e espanca-las com palavras, saiba elogia-las no momento certo e ama-las também, e quando tiver que exorta-las elas não se apagarão para a vida e nem se desestimularão.



Como anda seus filhos?



Como anda seu casamento?



Como anda seus liderados?



Como pensam seus alunos?


Será que não estão desestimulados por só serem espancados com criticas e exortação valorize as pessoas e não as coisas, empresas por buscarem tanto o capital perdem pessoas, seus próprios funcionários por cobra-los tanto e nunca os estimularem e motiva-los, e isso trás um grande índice de demissão.

Seu casamento pode estar acabando por este mesmo motivo, só reclama de seu marido e o desestimula a crescer, ame-o com palavras e gestos, e quando você tiver que exortar ele não se diminuirá.

Para encerrar pense na frase de Kenneth E. Hagin:

"não tire nada das pessoas como a fé, amor e esperança, mas coloque isso dentro delas pela palavra de Deus"

Estimule seus filhos, anime seus funcionários, conserve sua família com o amor.

Quando aprendemos o equilíbrio em exortar e estimular pessoas a vida fica mais bela e assim os relacionamentos ficam inquebráveis.

Medite: 1tm 5.8




Abraços!




Vagner Cardoso