O JUDAS PARA SUA PROPRIA VIDA

O JUDAS PARA SUA PROPRIA VIDA

Lendo o evangelho deparei-me lendo o que a Bíblia conta como os últimos passos de vida de judas, de repente comecei com imenso cuidado a refletir o que faz um homem tomar um caminho como o de Judas Iscariotes.

E, chegando a manhã, todos os príncipes dos sacerdotes, e os anciãos do povo, formavam juntamente conselho contra Jesus, para o matarem;
E maniatando-o, o levaram e entregaram ao presidente Pôncio Pilatos.
Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,
Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.
E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.
Mateus 27:1-5

Que manhã essa que a bíblia narra, homens tramam a morte do homem mais puro e reto que caminhou sobre a face da terra, a pessoa mais amável, sincera, cheia de compaixão e amor, quem diria que tal se tornaria tão odiada a ponto de o matarem pregado em um madeiro.

Se ainda que fosse um homem mal não deveria ter chance de se redimir?
  
Quantos crimes Barrabás cometeu e os outros dois ladrões até serem condenados a morte?

Qual o crime de Jesus?

Amar de mais?

Ser bondoso de mais e curar pessoas que não tinham mais esperança de continuarem a viver?

Mas homens cheios de sí mesmos foram capazes de julgar capacitados para condenar Jesus, suas mentes estavam tão cauterizadas que não refletiam mais sobre suas reais condições diante de Deus, e sabendo que alí estava um homem sem pecados que só soube amar, ainda a sim foram capazes de se reunirem e tramarem a morte de Cristo.

Fico imaginando o que falavam, os tons de voz, suas arrogâncias expressadas pelas suas palavras, a jactância de homens cheios de religiosidade, que não aceitavam sair do palco.

Hoemens que amavam mais o púlpito do que Deus, adoravam serem os guias de cegos, de poderem mandar, aparecer, de terem um titulo, de ter certo poder.

Até chegar um homem simples, que não vestia roupas caras, nem sapatos italianos, mas sandálias, que tinha como discípulos, pescadores,que não eram cultos nem de famílias refinadas, um homem que lavava os pés de seus amigos, que não se orgulhava dos milagres que realizava, mas que dizia para os que libertava de doenças e demônios que fossem para casa, e não ficassem gritando pela rua ou lhe apontando e dizendo: "foi ele, foi ele..." que ironia.

Jesus se tornou uma ameaça para eles, mas que ameaça o homem mais doce e amável poderia oferecer? 

Para homens assim como aqueles príncipes e sacerdotes, o fato de Jesus pregar uma doutrina que não prendia as pessoas e nem as fazia mais tolas e fechadas para a eternidade, ao contrario do que eles faziam, e que Jesus fazia com que as pessoas visem Deus não como um ser barganhador e truculento mas como pai, e com isso as pessoas sentiam em sí mesmas a ecencia do que realmente é ser filho de Deus, e ao mesmo tempo a diferença da doutrina de Cristo dá dos religiosos do templo, e com isso, com essa vida e liberdade que Jesus trazia para elas sem culpa e medo e barganhas, causava um quebra no templo, pois as pessoas não queriam mais o jugo da religiosidade e dos sacerdotes e fariseus, mas queriam andar com Jesus no espírito do evangelho.

Essa quebra de fluxo no templo fez com que aqueles homens odiarem Jesus, Cristo para eles se tornou um concorrente mais poderoso que destruía seus castelos de areia, e deixava eles sem púlpito, sem quem os aplaudissem, e quem os temesem fazendo com que eles se sentisem importantes e poderosos.

Na verdade eles não queriam ser servos de Deus, mas queriam serem servidos, pelo que a religião oferecia, e Jesus se tornou um impecilho, pelo o que ele se tornou para a época, para os simples de coração, para os pobres e viúvas, e rejeitados e para os poderosos também e sábios de alma e espírito.

O crime de Jesus, foi ser o Cristo!

Falo isso para você entender o que é a alma de um homem amante de sí mesmo e dos deleites da religião e do dinheiro, e porque não também do poder.

Jesus se tornou mais inimigo dos religiosos do que Roma era para ser no momento, Jesus libertava-os das tiranias do pecado e das mazelas da alma, das dores causada por espíritos malignos, mas Roma os prendiam, os subjugava.

Como pode alguém ser tão amável e amigo como Jesus e ainda ter um de seus amigos como traidor?  

Quem era judas na verdade, quem ele tentava parecer, havia pensamentos e ideias que ele não deixava serem descobertos, e uma alma tão descrente da vida, os valores essenciais da existência não existiam me parece neste homem, como amor, compaixão e tantos outros que o próprio Cristo mostrou em quanto curava, ensinava, e cuidava de todos.

Por trinta moedas de prata ele decidiu trair seu amigo, o que ele tinha que dar para ele Judas era só um único beijo, mas quando o remorso veio ele sentiu que aquele não era um simples beijo, mas que excedia o valor de sua própria vida, para então ele chegar ao ponto de tira-la.

Fico a pensar no que este homem pensava e ponderava, seus sentimentos que o motivava a entregar o homem mais justo da historia, e sabe o que vejo, trinta moedas de prata somente.

È dificil saber todos os sentimentos e o que se passava na alma desse homem, mas Jesus disse que satanás estaria a agir para que um de seus amigos o trai-se, então penso como o diabo pode fazer um homem que viu Jesus ser tão maravilhoso querer o matar, ou mesmo querer vê-lo nas mãos dos sacerdotes sabendo o que eles eram capasses de fazer. 

Ainda o que vejo é trinta moedas.

O dinheiro desde muito tempo na vida do homem tem exercido um poder que achamos que ele não tem, mas na verdade é o que mais influencia as pessoas nas suas decisões na vida.

Se formos falar o que as pessoas fazem por causa dele ficaríamos aqui muito tempo, não é? 

Mas vou falar de coisas que tenho visto e que quero falar, por exemplo, assistindo TV e os programas que nela passam todos os dias, ouvimos ser falado o quanto uma pessoa é capaz de fazer por causa do ter, seja em filmes, novelas, seriados ou telejornais, isso se tornou algo comum  e mais importante do que o ser, e não precisamos ir longe, tudo isso pode estar em nós também e dentro de nossos lares e igrejas.

A vida não se resume no que eu tenho, mas no que eu sou, muitos conseguem alcançar o ter, mas quando tem tudo que sonharam um dia, descobrem que não são!

Não são felizes, tem um marido, mas não é quem o ama, tem filhos, mas isso não os tornam completos, adquirem fama, poder, status, mas isso não os tornam melhores pessoas na interiormente e com suas consciências, o que rapidamente faz com que se culpem, da esposa que não são, da mãe que não é, do filho que deixou de ser, ou seja deixaram de ser um montão de coisas por causa do ter e não querer ser.

Resumindo muitos casam por causa do dinheiro, sim, isso é muito verdade, quantos acabam deixando de casar com pessoas honestas e com carater para casar com a filha do chefe, com o playboyzinho, com o cara que tem nome, fama, status etc...

Quantos que por quererem uma vida cheia de deleites deixam os principios mais cruciais da vida para tê-los, desprezam  a família, o caráter, uma comunhão com Deus, jogam o verdadeiro caráter de um homem no lixo por causa da grana.

A raiz de todos os males Jesus disse que é o amor ao dinheiro, Judas era um amante da grana!

Mas o remorso veio para ele, assim virá um dia ou seja na meia idade, na velhice, um dia virá no leito da morte ou na consumação dos dias, onde muitos dirão o que fiz de minha vida, não casei com que eu amava o troquei por trinta moedas, assim outro dirá, que o fez em troca da família, viveu para o trabalho e esqueceu dos filhos e esposa, outros dirão que venderam a honra, alma, caráter, o remorso um dia vem!

Quantos dirão não sou feliz, sim é poderavel, viveu para ter, chegou o dia que conquistou tudo, menos uma consciência limpa e feliz, pensam onde errei, você lutou para ter e não para ser!

Muitos hoje dariam tudo que tem para não mais sentirem a dor do remorso.

Lembrei-me de um dia onde eu lia um livro que falava sobre medo, por sinal era um livro comum nada que roubase a atenção de alguém, mas do meu lado um homem lendo o titulo do livro me disse: "pior que o medo é o remorso, o olhar para trás e disser por quê...".

Judas por causa do remorso se matou, não mate sua vida por causa do TER, não se venda com a vida não se faz barganha, ainda pode estar em tempo de não sentir remorso no futuro, você sabe dentro de sí o que tem que mudar, não sinta remorso quando Jesus voltar, viva para ele hoje e sempre, tudo que você deixar hoje para estar com Ele hoje valerá pela eternidade.

Não faça como Judas, ou melhor não seja o Judas para sua alma e vida!